sexta-feira, 6 de outubro de 2006

Voltei

Voltei. Coincidentemente, hoje este blog completaria a desonrosa marca de 18 meses sem atualização. Nunca prometi que seria diário, mas também não precisava abandoná-lo por tanto tempo. Até tenho um carinho especial por este espaço. Começa pelo nome. Não sei direito como aconteceu, mas foi difícil registrá-lo. Talvez mais por incompetência, que por dificuldades reais.

Voltei. Para alegria dos meus leitores (uma legião sem fim e sem começo). Não prometo atualização diária. Nunca cumpriria tal promessa. Mas tentarei não abandoná-lo por tanto tempo à própria sorte. Lançarei garrafas ao mar em meu de-vez-em-quandário virtual.

Voltei pra fazer algo que gosto. Cansei do que não gosto e daquilo que me decepcionou profundamente. Nestes últimos 18 meses, muita coisa mudou. Mas o que isso importa ao leitor? Nada, ou quase nada. Talvez o que importa seja o aprendizado, que surgirá em meus próximos posts, com um autor diferente daquele que escrevia há 547 dias.

Eu voltei. Mas, agora, dizer que é pra ficar, seria exagero, com todo respeito a Roberto e Erasmo Carlos. E na volta fiquei triste, pois ao colocar no chão deste blog minhas malas virtuais, queria ver, mas não vi, meu cachorro me sorrir latindo.

2 comentários:

giselle disse...

bem agora que eu abandonei essa vida de expressão virtual, vc voltou! (tem toda razão em não dar as razões). bastam as inspiraçoes...

ciça disse...

eeeeeeee1!! não acredito que vc tinha parado naquela história do opalão!